Gestão de Manutenção: Entenda o índice treadwear

Gestão de Manutenção- Entenda o índice treadwear
Compartilhe esse conteúdo:

Rodar em ruas, estradas e avenidas com os pneus desgastados é arriscado para para os motorista, pois pode causar um acidente letal. Além disso, essa atitude caracteriza infração de trânsito grave, com multa de R$ 195,23 e cinco pontos na carteira.

Por isso, se você for o responsável pelo controle de frota da sua empresa, deve estar sempre atento a manutenção dos pneus  e também entender o que é o índice treadwear.

Para ajudá-lo a garantir a segurança dos seus condutores na gestão de frota, vamos explicar a seguir o que significa o índice treadwear e por que ele é tão importante no controle de manutenção dos veículos.

O que é o índice treadwear?

Todos os pneus têm um prazo de durabilidade. O contato com o solo queima a sua borracha, diminuindo a altura dos frisos responsáveis pelo controle de tração e estabilidade, tornando-os inutilizáveis depois de uma certa quantidade de quilômetros rodados.

O índice treadwear serve justamente para medir essa durabilidade. Ele se baseia em testes realizados em um circuito específico, sob condições controladas, gerando um comparativo entre diversos tipos de pneus. Para definir o nível de durabilidade, é utilizado uma nota que varia entre 60 e 620, sendo 100 o valor de referência.

Como existem centenas de variáveis que podem influenciar no desgaste de um pneu, é impossível dizer exatamente qual é o seu “prazo de validade” em quilômetros rodados. O índice treadwear serve apenas para fazer uma relação comparativa. Quanto maior for o seu valor, maior será a durabilidade.

Como descobrir o índice treadwear de um pneu?

Todas as informações de um pneu ficam dispostas na sua lateral. Basta procurar pela inscrição “treadwear” e verificar o seu valor. Pneus mais resistentes tem uma avaliação alta, o que significa que sua durabilidade é maior.

Uma nota 400, por exemplo, quer dizer que o pneu pode durar o dobro de outro com a nota 200. Mas lembre-se de que essa informação deve ser considerada dentro das condições ideais: pneus calibrados, direção defensiva, alinhamento das rodas, pistas em boas condições etc.

Por exemplo, se você não faz a manutenção de frota regularmente, os pneus vão ficar desgastados em muito menos tempo por conta da falta de calibragem e desalinhamento.

Além disso, existem também outros índices que influenciam na sua durabilidade, assunto que vamos abordar mais à frente.

Qual é a hora certa de trocar o pneu?

Como já mencionamos, o índice treadwear não tem uma tabela de valores que indica a quantidade exata de quilômetros que um pneu pode rodar antes de ficar desgastado. Dessa forma, ao trabalhar com o controle de manutenção de frota, você precisa verificar regularmente o seu estado para saber se eles estão em condições de uso ou não.

Para isso, basta verificar a profundidade dos sulcos na borracha, já que ela se desgasta com o tempo. Todo pneu conta com uma pequena elevação entre seus frisos, que é, inclusive, chamada de treadwear. Esses relevos indicam o limite máximo de desgaste da peça. Ou seja, se os sulcos estiverem na mesma altura do treadwear, o pneu já não está mais em condições de uso.

Um pneu desgastado é popularmente chamado de “careca”, pois a redução dos frisos faz com que sua aparência fique mais lisa. Esse estado é extremamente perigoso, já que diminui o nível de tração com o solo, fazendo com que o veículo perca a estabilidade em velocidades altas, frenagens ou em vias com menor aderência, como o asfalto molhado.

Se você é o responsável pela gestão de frota na sua empresa, fique sempre atento ao estado dos pneus durante o controle de manutenção. Isso garante a segurança dos seus motoristas e impede que você tenha prejuízo com multas.

O que mais você deve saber sobre o pneu?

Na hora de trocar o pneu do automóvel, você deve avaliar outras informações além do índice treadwear. Em primeiro lugar, é preciso verificar as especificações sobre o aro, diâmetro, largura e peso suportado. Tudo isso deve estar em concordância com as características físicas e de uso do veículo para que não haja problemas.

Existem também duas outras avaliações que são relevantes na hora de escolher um novo pneu: índice de tração e de temperatura. Ambos estão inscritos na lateral do item, junto com o treadwear.

O índice de tração serve para medir a aderência da borracha em pistas molhadas. Ele é avaliado pelas letras: AA, A, B e C, de modo que a primeira representa o índice mais elevado, enquanto a última representa a tração mínima aceitável como garantia de segurança.

Já o índice de temperatura indica a capacidade do pneu em dissipar calor, além da sua resistência ao aquecimento. Também é avaliado em letras: A, B e C, do mais resistente ao mais vulnerável.

É importante ter conhecimento de todas essas informações, pois, dependendo das condições de clima e das pistas em que os veículos da sua frota circulam, um pneu pode ser mais vantajoso que o outro. Por exemplo, em lugares quentes e secos, é melhor usar um pneu com índice de temperatura A, enquanto o de tração não tem tanta importância, podendo ser avaliado em C, já que é um local com poucas chuvas.

Como fazer o controle de manutenção dos pneus?

Já mencionamos que o índice treadwear não serve como garantia de durabilidade do pneu, pois, na verdade, depende dos cuidados do motorista, da manutenção do veículo e das condições da pista. Dessa forma, vamos listar aqui algumas dicas para aumentar a vida útil dos pneus.

Primeiramente, invista em um sistema de controle de frota. Assim, você pode usar a telemetria veicular, por exemplo, para avaliar como seus motoristas estão dirigindo. Caso perceba que estão trafegando por pistas com péssima conservação, acima da velocidade ou em qualquer outra condição que gere um desgaste maior, fica muito mais fácil alertá-los e reverter a situação.

Em segundo lugar, mantenha a manutenção de frota sempre em dia. Os veículos desalinhados ou com qualquer outro desbalanceamento não distribuem bem o seu peso, fazendo com que algumas partes do pneu fiquem desgastadas rapidamente.

Lembre-se também de mantê-los calibrados, os pneus murchos aumentam a área de contato com o solo, o que faz com que a borracha queime muito mais. Isso também gera um aumento no consumo de combustível, já que a resistência maior com a pista exige mais esforço para movimentar o veículo.

Por fim, fique atento para fazer a troca assim que a borracha ficar desgastada. O medidor treadwear serve justamente para garantir a sua segurança. Vamos repetir mais uma vez: rodar com pneus carecas é extremamente perigoso, além de caracterizar infração grave, gerando um prejuízo que poderia facilmente ser evitado.

Agora que você já sabe o que é o índice treadwear, fica fácil entender por que ele é tão importante no controle de manutenção dos automóveis. Ao trabalhar com gestão de frota, você precisa conhecer esses termos para saber quais são as melhores formas de preservar os veículos e reduzir custos!

Se você tem alguma dúvida, sugestão ou dicas sobre o assunto, deixe um comentário neste post!


Logo Cobli

Cobli é uma empresa especializada em gestão de frotas que oferece um sistema capaz de fazer o rastreamento dos veículos, planejar rotas otimizadas, acompanhar o modo de condução dos motoristas, fazer a gerenciamento de combustível e o controle de manutenções. Com mais de um bilhão de quilômetros monitorados e presente em todos os estados brasileiros, a Cobli consegue gerar uma economia média de 300 reais por mês, por carro, além de ajudar o gestor de frotas a tomar as melhores decisões.
Conheça a Cobli e saiba mais sobre como nossos nerds podem te ajudar!

www.cobli.co
euquero@cobli.co
(11) 4508-0142

Este conteúdo foi útil?
Conte para nós se o conteúdo foi útil. Assim, podemos torná-lo cada vez melhor para você!
Sim0
Não0

Leia também:


Compartilhe esse conteúdo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *