Carreira Logística: Gestão de frotas

Carreira Logística: Gestão de frotas
Compartilhe esse conteúdo:

Apesar da situação delicada vivida pelo Brasil nos últimos tempos, o mercado de trabalho não ficou parado, ao invés disto, os recrutamento tornaram-se ainda mais desafiadores e as disputas por profissionais qualificados ficaram mais acirradas. Por isso, quem está atrás de uma oportunidade certamente precisará se adaptar ao novo cenário. Na área logística, isso não é diferente.

Neste artigo, falaremos sobre a formação, características e competências exigidas na hora da contratação de um gestor de frotas. Acompanhe:

Formação

O Brasil ocupa a 55º posição no ranking mundial de logística do Banco Mundial. O levantamento é divulgado a cada dois anos pela instituição e leva em conta seis fatores, como a infraestrutura das estradas e portos, procedimentos alfandegários, prazos de entrega e eficiência de rastreamentos. Em 2014, o país havia fico em 65º, uma melhora de dez posições, mas ainda há muito o que melhorar.  A falta de profissionais qualificados é um dos fatores que “engessam” o crescimento do setor. Por outro lado, a escassez de bons profissionais torna a área interessante para quem está iniciando a carreira. A existência de cursos técnicos e de graduação são a porta de entrada para quem deseja buscar por uma oportunidade.

Segundo o Guia do Estudante da Revista Abril, o especialista em logística é aquele que avalia, projeta e implementa sistemas de transporte, armazenamento, compras de suprimentos, distribuição e entrega de produtos numa empresa, buscando economia, rapidez e segurança. Esse profissional deve ter graduação em cursos de logística ou em áreas de exatas, como engenharia, economia ou estatística.

Características essenciais exigidas pelas empresa

Um profissional que busca um cargo de gestor de frotas deve estar atento e se adequar às competências exigidas pelo mercado. Por isso, a Cobli, decidiu entrevistar aqueles que contratam para saber o que é preciso para ser um bom gestor de frotas.

Para o diretor operacional da Sialdrill Engenharia, Valdemir Vieira dos Santos (35), que trabalha há 10 anos com logística, o profissional que quer trabalhar com gestão de transporte deve “saber trabalhar em equipe, ter conhecimento e experiência, ter ‘postura de dono’, vontade de fazer sempre o melhor e, principalmente, ser honesto em todos os aspectos”.

Já para o consultor em RH e trainer da ‘Escola do Comportamento’, Fábio Sartori, as principais competências de um gestor de frotas são “aquelas voltadas a satisfação do cliente e gestão de recursos internos, no sentido de atender o tempo estipulado para as demandas e também em minimizar os custos para a empresa, através de um bom planejamento e conhecimento do negócio”. Ainda segundo o especialista, os principais cargos estão classificados em nível gerencial e coordenação, variando a remuneração entre 5 mil e 25 mil, dependendo do porte e atividade da empresa.

Mercado

Um levantamento realizado pela Robert Half – primeira e maior empresa de recrutamento especializado no mundo – ouviu a opinião de 100 diretores de Recursos Humanos e revelou que 83% deles manterão as contratações pelos próximos 12 meses, tanto para repor posições disponíveis quanto para preenchimento de novas vagas.

Para conseguir abraçar essas oportunidades é preciso, além do aprimoramento das habilidades interpessoais, ter competências compatíveis com as novidades do mercado.

Agilidade, dinamismo, raciocínio lógico, boa comunicação, organização e capacidade para trabalhar em equipe são sim alguns dos principais requisitos valorizados por quem contrata. Mas, é necessário ir além. Independentemente do ramo de atuação, a tecnologia é a responsável pela transformação dos negócios. Empresas que possuem frotas já estão e terão que, cada vez mais, investir em softwares como o da Cobli, para manterem-se competitivas. Esse tipo de tecnologia capta informações do veículo em tempo real, trata os dados e entrega relatórios simples e fáceis de serem entendidos.

Por isso, um profissional que visa uma vaga na gestão de frotas deve ter domínio de ferramentas, matemáticas e sistemas voltados para a otimização de toda operação logística.

O avanço tecnológico é constante e definitivo. A demanda é por um profissional híbrido, que seja capaz de mesclar conhecimentos de logística com tecnologia, para conseguir utilizar as informações estratégicas fornecidas por softwares de gestão de frotas na tomada de decisão, promovendo soluções eficazes, otimizadas e rentáveis na área em que atua.

_______________________________________________

A Cobli é uma empresa especializada em gestão de frotas que oferece um sistema capaz de rastrear os veículos, planejar rotas otimizadas, acompanhar o modo de condução dos motoristas e fazer a gestão de combustível. Com mais de um bilhão de quilômetros monitorados e presente em todos os estados brasileiros, a Cobli consegue gerar uma economia média de 300 reais por mês, por carro, além de ajudar o gestor de frotas a tomar as melhores decisões.

Conheça a Cobli e saiba mais sobre como nossos nerds podem te ajudar!

www.cobli.co
euquero@cobli.co
(11) 4933-7776

_______________________________________________________

Summary
Carreira Logística: Gestor de frotas
Article Name
Carreira Logística: Gestor de frotas
Description
Um profissional que visa uma vaga na gestão de frotas deve ter domínio de ferramentas, matemáticas e sistemas voltados para a otimização de toda operação.
Author
Publisher Name
Cobli

Leia também:


Compartilhe esse conteúdo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *