Rastreamento de frota em tempo real: todos os indicadores que você deve acompanhar

rastreamento-de-frota-em-tempo-real-todos-os-indicadores-que-voce-deve-acompanhar
Compartilhe esse conteúdo:

Entre as tendências mais relevantes para a gestão de um negócio está o rastreamento de frota por meio de equipamentos de GPS e sistemas desenvolvidos para esse fim. As empresas que dependem de seus veículos para realizar o atendimento de seus clientes podem ser beneficiadas por esse tipo de tecnologia.

Isso acontece porque é preciso adotar formas de otimizar esses recursos disponíveis e obter resultados cada vez mais aprimorados. Por esse motivo, o estudo dos indicadores sobre o comportamento dos motoristas e o rendimento da frota é fundamental.

Este é o tema que será abordado neste artigo. Por isso, continue lendo e informe-se!

O que é um sistema de rastreamento de frota?

Impulsionadas pela necessidade de aumentar a segurança de seus veículos, as empresas que possuem frotas corporativas buscam investir em soluções de monitoramento.

Esse tipo de sistema é capaz de acompanhar o veículo desde o ponto de origem até o seu destino em tempo real. Todas as ocorrências durante a rota, como paradas, problemas mecânicos e excesso de velocidade podem ser registradas.

Na prática, o funcionamento de um sistema de rastreamento depende de um equipamento de GPS instalado no veículo que, por sua vez, transmite a sua localização via satélite. Devido a sua vasta abrangência e acessibilidade, os sistemas disponíveis no mercado são capazes de oferecer uma ampla gama de soluções corporativas.

O que são os indicadores?

Sob o ponto de vista empresarial, um indicador é uma medida de desempenho relacionada às suas atividades. Essa forma de mensuração pode ser aplicada a todos os departamentos, porém, encontra mais adesão nas áreas produtivas.

Os resultados são expressos em formato de tabelas e gráficos, o que permite a demonstração da sua evolução ao longo do tempo. Os indicadores giram em torno dos objetivos e metas organizacionais e fornecem informações para a análise crítica da empresa como um todo.

No caso dos indicadores voltados para o gerenciamento de frotas, o seu foco é medir os resultados operacionais, como a eficiência, redução de custos e o aspecto da segurança patrimonial.

Quais são as suas principais funcionalidades?

As funções de um sistema para o monitoramento da frota servem para:

  • estabelecer comunicação entre a estação de controle e o motorista;
  • fornecer a localização em tempo real de todos os veículos cadastrados;
  • contribuir para a apuração do comportamento do motorista no trânsito.

Desse modo, o gestor pode consultar qual é a velocidade do veículo durante o trajeto, observando a incidência de manobras perigosas e o consumo de combustível. Além disso, no caso de caminhões destinados à movimentação de mercadorias, é possível observar a situação do compartimento de carga e o fechamento das portas da cabine.

Quais indicadores devem ser apurados pelo gestor?

É fundamental aplicar ferramentas para a melhoria contínua dos processos com o intuito de reduzir os custos. O rastreamento é um desses recursos, que pode ser acompanhado de maneira ágil por intermédio de plataformas online. Desse modo, o gestor tem acesso a informações precisas de forma ágil e simples.

Indicadores de eficiência

Como qualquer tipo de equipamento, os veículos devem ser utilizados e apresentar um desempenho eficiente em sua operação. Por esse motivo, os sistemas devem fornecer relatórios de gestão para acompanhamento.

Gasto de combustível

Os custos com abastecimento dos veículos constituem um dos principais gastos para manter a frota. Essa medida é importante para comparar com a média de consumo estabelecida pela fabricante. Desse modo, é possível realizar um comparativo para identificar os carros e caminhões que estão abaixo do padrão.

Com essas informações em mão, o gestor de frotas tem condições de apurar o motivo desse desvio e realizar as correções necessárias.

Além disso, o controle desse aspecto, bem como da quilometragem por rota, é fundamental, pois tem relação, também, com o desgaste de pneus e demais componentes.

Utilização da frota

Intervalos durante o trabalho e paradas para carga e descarga são eventos normais na operação logística. Contudo, é preciso monitorar o comportamento do motorista para que o tempo de ociosidade não atrapalhe a conclusão do processo de entrega.

Com o sistema de rastreamento, é possível observar se o motorista desvia da rota ou utiliza o veículo para fins pessoais. Há, ainda, a função que estabelece cercas eletrônicas e caso o condutor ultrapasse esse perímetro, o operador do software será notificado.

Retorno do veículo vazio

Esse é uma situação muito comum em transportadoras. Mesmo com extenso planejamento do itinerário, os veículos voltam para o armazém ou centros de distribuição vazios.

Essa prática resulta em custos de combustível, manutenção e seguro, porém, não há receitas em contrapartida. Portanto, pode-se dizer que quando o veículo retorna vazio, na verdade, a empresa está tendo prejuízo por causa do deslocamento neste trecho.

Indicadores de segurança

Garantir a segurança dos veículos, motoristas e da carga representam grandes desafios na percepção dos gestores. Isso acontece por causa do elevado nível de criminalidade e acidentes nas estradas brasileiras.

Por isso, é fundamental que o gestor tenha uma visão ampla de todo o processo para identificar e minimizar as principais ameaças à operação.

Incidência de multas

No caso de carros que pertencem a empresa, é preciso controlar o número de multas e quais são as infrações cometidas pelos motoristas. Essa apuração ajuda a identificar os infratores responsáveis e a catalogar os gastos decorrentes de multas.

Como parte de uma política preventiva, pode-se desenvolver treinamentos e campanhas de conscientização para evitar que os condutores tornem-se reincidentes.

Número de acidentes

É possível aprofundar ainda mais o estudo das multas e identificar as infrações que resultaram em prejuízos ainda maiores, como é o caso de acidentes no trânsito. Além do número de ocorrências, deve-se observar os gastos com reparos e o custo de manter o veículo parado por períodos prolongados enquanto consertos são realizados.

Número de veículos danificados durante uso

É natural que máquinas e equipamentos apresentem defeitos durante a sua operação. Carros, motos e caminhões estão sujeitos ao mesmo problema quando estão em constante utilização.

Por isso, é preciso destacar que um veículo quebrado não tem, necessariamente, relação com direção imprudente ou com acidentes. Esse é um caso específico que pode ser causado por mau uso, falta de manutenção e excesso de peso.

Por fim, a principal vantagem da análise de indicadores é a sua capacidade de manter a empresa competitiva por meio da elaboração de relatórios e o estudo de seus resultados. A mesma lógica serve para o processo de rastreamento de frota, que visa a melhoria contínua das atividades.

 

Acesse nosso site, descubra nossas soluções personalizadas e como a gente pode te ajudar!


 

Existimos para libertar a logística através da tecnologia, resolvendo questões reais e humanas. Somos uma startup que através de IoT conecta carros à internet, combinando excelência em engenharia e ciência de dados.

www.cobli.co

euquero@cobli.co || (11) 4810-2200

Você já classificou este conteúdo.

Leia também:


Compartilhe esse conteúdo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *