Janela aberta ou ar-condicionado ligado: O que gasta mais combustível?

Janelas abertas ou ar-condicionado ligado: Como economizar combustível?
Compartilhe esse conteúdo:

O verão começa oficialmente nesta quinta-feira (21). Com a volta da estação mais quente do ano, também surge um antigo debate: Janelas abertas ou ar-condicionado ligado: O que gasta menos combustível?

Com o preço médio da gasolina a quase R$ 4 por litro em todo o país, esse é um questionamento importante para os motoristas e também para empresas que possuem frotas e querem saber o que fará com que o tanque de seus veículos durem mais tempo.

Um estudo realizado pela Society of Automotive Engineers (SAE), ou Sociedade de Engenharia Automotiva, nos Estados Unidos, revelou que dirigir com o ar-condicionado ligado é a melhor maneira de economizar combustível. Porém em alguns casos a opção não é a mais indicada.

Quando o ar-condicionado é uma boa opção?

Existem dois fatores principais a serem considerados ao abordar esta temática. O primeiro refere-se à forma de funcionamento do compressor de ar no veículo e o quanto a mais de combustível o motor precisa para operar e o segundo seria o que é conhecido como arrasto.

O arrasto é a resistência que o carro e todos os objetos em movimento encontram quando se deslocam pelo ar a qualquer velocidade – se você já colocou sua mão para fora da janela de um carro em movimento, já sentiu o que é essa “resistência”.

Hoje praticamente todos os carros são projetados para serem aerodinâmicos, ou seja, foram construídos para “passar” pelo ar com o mínimo de “atrito” possível. Porém, isso é afetado quando os veículos andam com os vidros abertos, pois o ar entra pelas janela e causa uma maior resistência.

Para entender como isso acontece, pense no veículo como um paraquedas. Quando um paraquedista abre o equipamento ele “segura” o ar, o que causa arrasto o suficiente para diminuir a velocidade da queda e permitir que o profissional chegue ao chão com segurança.

Ao contrário dos paraquedistas, motoristas e empresas que possuem frotas definitivamente não querem que isso aconteça com o carro, porque faz com que o motor trabalhe mais para conseguir que o veículo mantenha-se na mesma velocidade ou até acelere.

A pesquisa realizada pela SAE no túnel de vento da General Motors, demonstra esse “fenômeno”. Nela foram usados deslocamentos de ar frontal e lateral, para simular vento cruzado. O estudo mostrou que ao dirigir a velocidades superiores a 80 km/h com as janelas abertas, há uma diminuição da eficiência de combustível de até 20%, número superior se comparado ao gasto relacionado ao uso do ar-condicionado. Segundo os especialistas, o consumo de combustível seria cerca de 10% maior por conta da força do motor para ligar o compressor do ar.

Quando o ar-condicionado não é uma boa opção?

Basicamente, quanto menor a velocidade, menor a influência da resistência do ar. Portanto, quando o veículo trafega pela cidade, por exemplo, é mais eficiente dirigir com as janelas abertas, pois o atrito com o ar quase não afeta o consumo. Outra questão que deve ser analisada é que quando o automóvel está mais devagar o motor entrega menos potência, ou seja, ele teria que trabalhar muito mais para alimentar acessórios como o compressor de ar.

A melhor opção, em qualquer caso, é dirigir com o ar desligado e as janelas fechadas. Mas isso é praticamente impossível, principalmente no verão.

Já que ainda não existe um manual que aponte a hora certa de ligar o ar-condicionado ou abrir as janelas, usemos os estudos como base. Nas estradas, em velocidades mais altas, ligue o ar. Já nas cidades, em velocidade mais baixas, abaixe as janelas. Mas lembre-se, sempre com segurança!

 

Acesse nosso site, descubra nossas soluções personalizadas e como a gente pode te ajudar!


Existimos para libertar a logística através da tecnologia, resolvendo questões reais e humanas. Somos uma startup que através de IoT conecta carros à internet, combinando excelência em engenharia e ciência de dados.

www.cobli.co

euquero@cobli.co || (11) 4810-2200

Você já classificou este conteúdo.

Leia também:


Compartilhe esse conteúdo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *