Frota própria ou terceirizada: O que escolher?

Frota própria ou terceirizada: O que escolher?

Você deve terceirizar os seus veículos comerciais?

Uma das tarefas mais importantes para as empresas que usam automóveis no seu dia a dia é a de decidir entre comprar seus próprios veículos ou alugá-los de uma locadora. Depois de fazer uma análise, a Cobli chegou em uma conclusão: alugar os veículos normalmente é a decisão certa, sobretudo quando a empresa trabalha pelo regime tributário de Lucro Real.

Se você está se perguntando: Por quê?

Eu te explico!

Vamos supor que precisamos de um Fiat Fiorino cujo valor da compra é cerca de R$60.000* e que não temos o capital para pagar à vista. Portanto, vamos financiá-lo com uma taxa de juros de 1,5% mensal, por 48 meses, com R$10.000 de entrada.

Se alugarmos, o custo seria de aproximadamente R$1.600 mensal**, com manutenção, seguro e IPVA já inclusos.

Calculando as duas opções e subtraindo depreciação (já já falamos sobre isso!), vemos que o custo total depois de 4 anos é de R$70.818 para comprar o Fiat Fiorino e de R$81.408 para alugar.

Frota própria ou terceirizada

 

Então, por que alugar?

Por causa da estratégia de classificar alguns custos como despesas operacionais e despesas de capital! Isso se chama OPEX (OPerational EXpenditure) e CAPEX (CAPital EXPenditure) em inglês.

Em empresas que optam pelo regime de Lucro Real, você pode incluir os custos de aluguel de veículo como uma despesa operacional que acaba reduzindo a renda tributável. Já por outro lado, se você comprar o veículo, a compra é considerada como despesa de capital. Este dinheiro vem só depois dos impostos de lucro e assim acaba sendo dinheiro “mais caro”.

Obs.: Esta estratégia não faz diferença em empresas que optam pelo Lucro Presumido já que os impostos são baseados na Receita Bruta.

Entendendo ‘depreciação’

Sabe aquele gráfico lá de cima? O custo de compra é meio que mentira, porque eu subtraí depreciação.

O que isto quer dizer?

Teoricamente, quando eu compro um veículo, ele vira a minha propriedade. Isso quer dizer que eu posso vendê-lo depois de um tempo por um determinado valor. Com imóveis (casas, apartamentos, etc.), a tendência é para eles valorizarem e eu acabo ganhando dinheiro com a venda deles. Mas com veículos a tendência é que eles se desvalorizem a cada ano, por causa de desgaste:

frota terceirizada

Então, se eu comprei o veículo por R$60.000, provavelmente, só vou poder vendê-lo pela metade do preço depois de cerca de quatro anos. Se eu vendê-lo por este R$30.000, perdi R$30.000 dos R$60.000. Esta perda de dinheiro é depreciação.

Se eu não subtrair este custo de depreciação, o gráfico mostra uma história um pouco diferente:

Alugar ou comprar frota

O investimento real da compra passa a ser de R$100.818. Esta diferença de R$30.000 é importante porque embora o veículo seja meu, este capital não é mais disponível para investir.

Ou seja, se este capital fosse dinheiro, eu poderia investi-lo  em outras partes da minha empresa (contratar mais pessoas, comprar mais estoque ou novo equipamento, etc.) e acabar ganhando mais. Isso porque, teoricamente, quanto mais dinheiro eu investir na empresa, mais dinheiro eu ganho.

Embora possamos descontar estes custos como despesas operacionais, acaba sendo menos do que o custo do aluguel e por isso não muda o fato de eu ter uma vantagem fiscal de alugar os veículos.

Além de tudo isso, quando você terceiriza os seus veículos, você não vai ter de se preocupar em cuidar da manutenção deles, nem do seguro, licenciamento e IPVA. Isso, em muitos casos, acaba deixando suas operações mais eficientes e assim você terá mais tempo para focar no setor do seu negócio.

Quer bater um papo e saber se a terceirização dos veículos faz sentido para você e sua empresa? Fale com os nossos consultores! 🙂

*Valor do mercado
**Dados coletados a partir de uma média de algumas locadoras

 

Acesse nosso site, descubra nossas soluções personalizadas e como a gente pode te ajudar!


 

logo cobli icone 20 - Frota própria ou terceirizada: O que escolher?

Existimos para libertar a logística através da tecnologia, resolvendo questões reais e humanas. Somos uma startup que através de IoT conecta carros à internet, combinando excelência em engenharia e ciência de dados.

cobli.co

euquero@cobli.co || (11) 4810-2200

Este conteúdo foi útil?
Conte para nós se o conteúdo foi útil. Assim, podemos torná-lo cada vez melhor para você!
Sim1
Não0
Compartilhe esse conteúdo:

4 thoughts on “Frota própria ou terceirizada: O que escolher?

  • Michael Xavier

    Não se perde o investimento somente na depreciação do veículo, o custo com desmobilização, documentação e seguro, por exemplo, corrobora para colocar a compra mais em desvantagem. Claro que isso vai depender do perfil de cada empresa de acordo com sua operação e seu planejamento estratégico.

    Muito interessante o post!!!

    Responder
    • Tobin Fulton

      Muito obrigado pelo comentário Michael! Sim, a verdade é que existem várias outras considerações, em termos de custo e operação além de outras, que impactam nesta decisão. Cada empresa é única! Ficarei feliz de aprender mais sobre a Biologística na sexta-feira! 🙂

      Responder
  • Alan

    Gostei.

    Responder
    • Roberta Caprile

      Que bom que gostou, Alan. Ficamos muito felizes!

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *