Como multinacionais escolhem uma empresa de controle de pragas?

Controle de pragas

Uma empresa global que atua no setor de produção e distribuição de alimentos, possui o grande desafio de manter as fábricas e os mais de 100 centros de distribuição de acordo com as exigências de limpeza e conservação estabelecidas pelos órgãos regulamentadores. Falhas nesse âmbito podem culminar em advertências à empresas e até suspensão das atividades da unidade que não conseguir reverter o problema.

Entrevistamos um administrador formado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), que atualmente é especialista de orçamento e desempenho dessa empresa global. Ele passou uma tarde com a gente e contou o que é levado em consideração para que uma grande empresa contrate um fornecedor de controle de pragas. Confira a entrevista:

Isabella: Como são realizados os processos de contratação de um fornecedor de controle de pragas?

Especialista: “De maneira sintetizada os contratos são firmados em três etapas:

Leilão – realizamos leilões que assemelham-se a um processo de licitação. Nós traçamos as diretrizes operacionais e gerenciais esperadas para a concretização do serviço e abre para que os possíveis fornecedores se candidatem. Geralmente somos bem inclusivos, deixamos empresas dos mais diferentes portes participarem para entender o quanto eles conseguem atender e claro, o preço que cobram pelo serviço.

Aprovação – os fornecedores aprovados no leilão passam pelo nosso processo de aprovação contratual. São discutidas as especificidades de cada contrato e, do nosso lado, avaliamos se o contrato realmente faz sentido com a estratégia que estamos seguindo e se a empresa a ser contratada está financeiramente saudável.

Implementação – é o momento de concretizar a operação. Quando estamos falando de serviços estamos falando de terceiros que vão interagir diretamente com os nossos colaboradores. É importante haver uma sinergia entre os funcionários e entre as unidades para que haja alinhamento. Caso seja uma troca de fornecedor, por exemplo, é necessário um amplo programa de treinamento e comunicação para que todos entendam a nova dinâmica e se sintam confortáveis.”

Isabella: Quanto ao leilão de serviço de controle de pragas, quais são os principais pontos levados em consideração para a contratação?

Especialista: “Como somos uma empresa que possui uma estrutura operacional muito complexa e pulverizada, é importante que empresas consigam suprir nossas necessidades de escala. Temos fábricas, fazendas e centros de distribuição muito isolados e são locais que costumam representar desafios para que o fornecedor opere nessas regiões mais periféricas. Nesse cenário é comum cobrarmos que o fornecedor tenha rastreador veicular para garantir a que tem o controle da operação, por exemplo. É necessário estar de acordo com todas as certificações, licenciamentos e registros envolvidos nesse tipo de trabalho pois qualquer desvio compromete diretamente nosso funcionamento. Além disso, um fator decisivo no fechamento de qualquer contrato é que o fornecedor seja capaz de oferecer um preço agressivo e que consiga sustentar nosso prazo de pagamento. Essas são as principais questões que norteiam o processo e que temos o maior cuidado na hora de validar e aprovar cada um. ”

Isabella: Além desses três pontos, o que mais pode variar de um fornecedor para o outro nesse setor?

Especialista: “Uma métrica muito interessante para responder essa pergunta é o que chamamos aqui de SLA (service level agreement). O SLA funciona como um Acordo de nível de serviço muito ligado a questões operacionais. É calculado a partir de formulários internos que medem algumas variáveis quanto ao serviço prestado pela terceirizadora do serviço: absenteísmo; número de suprimentos adequados; números de incidências; e etc. Caso o SLA fique abaixo de 90% a contratada poderá sofrer penalizações previstas em contrato. Outras questões também são importantes para nós na questão de confiabilidade. Caso a empresa seja de grande porte, seja referência no mercado ou não tenha se envolvido em grandes escândalos podem ser sinais de que é um fornecedor mais sério e confiável.”

Isabella: Conta um pouco mais sobre esse processo de análise do fornecedor

Especialista: “Basicamente é um processo que cruzamos o que esperamos com aquilo que o fornecedor oferta e com os valores oferecidos. Além dessas análises temos um profissional que chamamos internamente de especialista do setor. São pessoas que detêm o conhecimento técnico e operacional da atividade e que conseguem nos ajudar a sermos mais criteriosos no processo de contratação. Eles ficam responsáveis por nos ajudar em alguns pontos, avaliando o fornecedor:

  1. se está “em dia” com o sindicato;
  2. se esteve envolvido em algum problema das mais diferentes naturezas;
  3. se paga os salários e benefícios em dia.

Aliado a isso, o especialista entra em contato com empresas distintas que utilizam do mesmo fornecedor com estratégias de benchmark para saber mais afundo se a entrega condiz com o que é esperado.”

 

Acesse nosso site, descubra nossas soluções personalizadas e como a gente pode te ajudar!


 

logo cobli icone 20 - Como multinacionais escolhem uma empresa de controle de pragas?

Existimos para libertar a logística através da tecnologia, resolvendo questões reais e humanas. Somos uma startup que através de IoT conecta carros à internet, combinando excelência em engenharia e ciência de dados.

cobli.co

euquero@cobli.co || (11) 4810-2200

Este conteúdo foi útil?
Conte para nós se o conteúdo foi útil. Assim, podemos torná-lo cada vez melhor para você!
Sim0
Não0
Compartilhe esse conteúdo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *