Cinco tecnologias que prometem mudar a mobilidade

cidade - Cinco tecnologias que prometem mudar a mobilidade

A forma como a humanidade se locomove está em constante mudança. Desde antes de aprendermos a escrever, nós buscamos uma forma mais prática, rápida e eficiente para ir de um ponto ao outro. Nesse cenário de investigações e experimentos, a tecnologia aparece como um grande motor de mudanças.

Alguns avanços científicos e digitais podem influenciar a forma como as pessoas e as cidades interagem, causando profundos efeitos econômicos e sociais, a longo e médio prazo, como o aumento da segurança e a redução da poluição.

A melhor forma de entender o que é preciso mudar em cada local e também na mentalidade de cada um é estar em dia com os possíveis cenários que podem se desdobrar no futuro próximo.

Confira abaixo cinco das principais tendências em mobilidade:

1. Condução autônoma

2048px Google self driving car at the Googleplex 1024x678 - Cinco tecnologias que prometem mudar a mobilidade
A condução autônoma pode ser a saída que buscamos para resolver problemas de segurança, custo e até mesmo trânsito. Diversas empresas de tecnologia estão investindo fortemente nessa área, como a Google (que tem um braço voltado só para isso, a Waymo), a GM, Mercedes Bens, a Tesla e a Uber. A expectativa é que, nos próximos três anos, esses concorrentes lancem carros capazes de navegar pelas ruas a velocidades razoáveis e ao longo de rotas pré-mapeadas.

Os carros autônomos são divididos em cinco níveis, sendo o nível 1 um carro em que o motorista ainda é necessário, mas que pode tomar certas ações autônomas como fazer curvas. Já o nível 5 é um carro que anda 100% sozinho em vias públicas, com velocidade adequada e nem mesmo terá volante.

Em 2019, a previsão é que veículos nível 4 já estejam em teste nos Estados Unidos.

Mesmo estando distantes de um carro totalmente automatizado, a fase de teste já pode trazer mudanças para o mercado. Carros comuns já apresentam recursos autônomos, como frenagem automática, aceleração e comutação de pista.

2. Eletrificação de veículos

alternative auto automobile 110844 1024x575 - Cinco tecnologias que prometem mudar a mobilidade

As vendas globais de veículos elétricos (chamados de EVs, na sigla em inglês) vêm aumentando rapidamente – em 2018, os EUA passaram a marca de 1 milhão de vendas totais. E a modernização dos carros nesse ramo promete seguir crescendo em 2019.

Este será o primeiro ano em que a faixa média de alcance de bateria para todos os modelos será maior que 321,8 quilômetros (até agora, esse número não passa do 160).

Além disso, os custos dos carros elétricos continuarão caindo. Os preços das baterias de íons de lítio (a mesma usada em smartphones) caíram cerca de 80% desde 2010 e cairão mais 45% até 2021. À medida em que os preços das baterias baixam, os preços dos veículos também diminuem, já que os custos das baterias compõem quase a metade do preço de um EV.

Segundo a Bloomberg New Energy Finance, os custos com baterias ficarão abaixo de US$ 100 (cerca de R$ 376,73) por quilowatt-hora na próxima década. Se isso acontecer, os EVs devem chegar ao pé de igualdade em termos de competitividade de custos com veículos convencionais.

Enquanto isso, as montadoras estão correndo para atender a nova demanda. A Volvo promete que, a partir de 2019, todos os seus novos modelos contarão com um motor elétrico.

3. Conectividade e a Internet das Coisas

OBD 2 1024x440 - Cinco tecnologias que prometem mudar a mobilidade

Um bom exemplo é o do nosso dispositivo de telemetria veicular: uma vez plugado, ele transforma o veículo num veículo conectado

Num mundo em que existem carros elétricos e autônomos, nada mais natural que eles sejam guiados com a ajuda da internet. Isso nos leva à disseminação da Internet of Things (termo abreviado para IoT e traduzido como internet das coisas em português).

Esse é o nome dado ao conceito de conectar qualquer dispositivo – pode ser uma lâmpada, uma geladeira ou um até mesmo um carro – à internet. A indústria automobilística e seus usuários têm muito a aprender com essa conectividade toda.

Haverá uma profusão de dados disponíveis que podem ajudar a entender questões comportamentais, como melhores formas de dirigir e usos mais eficientes dos veículos.

Aliás, esse tipo de informação se tornará cada vez mais valiosa e chegará a um patamar tão importante quanto ao que o petróleo ocupa na indústria automobilística atualmente.

4. Micro-mobilidade

52875354 2277748352287655 4551749341789814784 n - Cinco tecnologias que prometem mudar a mobilidade

Soluções simples e pequenas de transporte como patinetes elétricos ou skates e bikes motorizadas estão se tornando cada vez mais populares não apenas como forma principal de transporte, mas também como uma solução para aquelas partes do trajeto que costumavam ser feitas apenas a pé (como o trecho do metrô ao trabalho, por exemplo).

No início de 2019, duas startups do nicho, Grin e Yellow, anunciaram uma fusão para formar o mais forte concorrente de mobilidade interna na América Latina, menos de um ano depois de terem sido fundadas. Ao redor do mundo, a tendência também é forte.

Somente na Europa, cinco empresas de e-scooters surgiram e levantaram mais de US$ 150 milhões em capital desde o início de 2018.

De olho nisso, provedores de transporte tradicionais (empresas de carros antigos e agências de transporte público) estão tentando entrar no jogo e integrar-se a esses novos provedores de mobilidade. A Ford, que já vende a sua própria e-scooter (fabricada pela Ojo), investiu recentemente centenas de milhões de dólares na empresa de Spin, do mesmo ramo. A General Motors apresentou duas motos elétricas para serem lançadas ainda neste ano. Enquanto isso, nos Estados Unidos, a Uber está anunciando parcerias com empresas de compartilhamento de bicicletas e patinetes.

5. Uso comercial de drone

aerial air aircraft 1034812 1024x683 - Cinco tecnologias que prometem mudar a mobilidade
Os drones podem substituir os métodos tradicionais de operação em muitas atividades de negócio. Com a regulamentação certa, cidades podem vir a expandir permissões para uso comercial drones que vão desde transporte de pequenas cargas em indústrias ao uso de drones para contagem de estoque, passando pela modalidade mais aguardada: a entrega.

Com menos operação humana e sem grandes investimentos em segurança de pessoal, os drones podem reduzir o tempo e os custos. Eles também podem melhorar a análise de dados, o que permite às empresas compreender e prever melhor o desempenho operacional.

A PWC estima que os drones comerciais tenham um mercado total endereçável de US$ 127 bilhões globalmente.

Acredita-se que os drones participarão das operações diárias em setores tão variados quanto seguros, agricultura e jornalismo. A empresa de consultoria BCG estima que a frota de drones industriais na Europa e nos EUA será de US$ 50 bilhões até 2050 e mais de 1 milhão de unidades, com a maior parte do valor vinculado a serviços de drones e coleta de dados.

Monitoramento de Frota

 


 

logo cobli icone 20 - Cinco tecnologias que prometem mudar a mobilidade

Existimos para libertar a logística através da tecnologia, resolvendo questões reais e humanas. Somos uma startup que através de IoT conecta veículos à internet, combinando excelência em engenharia e ciência de dados.

Cobli

euquero@cobli.co || (11) 4810-2200

Este conteúdo foi útil?
Conte para nós se o conteúdo foi útil. Assim, podemos torná-lo cada vez melhor para você!
Sim2
Não0
Compartilhe esse conteúdo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *