A gestão de qualidade na manutenção de frotas

A gestão de qualidade na manutenção de frotas
Compartilhe esse conteúdo:

As ideias presentes na gestão de qualidade já fazem parte das organizações há muito tempo e encontram-se integradas aos processos e atividades. Esse controle serve para direcionar a administração das instituições em direção ao elevado nível de qualidade de serviços e produtos que os clientes esperam.

Para alcançar esse objetivo, é preciso envolver toda a equipe focada na experiência do cliente para praticar a qualidade. O desenvolvimento de produtos e processos, o relacionamento com fornecedores e a prevenção de defeitos representam pilares importantes desse tipo de gerenciamento.

Além da área produtiva, todos os setores podem ser beneficiados por essa metodologia. Neste artigo, você compreenderá como a área de logística e a manutenção de veículos pode ser aprimorada.

Qual é o conceito de qualidade nas empresas?

Dois fatores representam como a gestão da qualidade é aplicada no mercado atualmente. O primeiro deles refere-se à prevenção de defeitos, ou seja, os itens que saem da linha de produção e são vistoriados para garantir o seu estado. Produtos que não atendem os padrões são enviados para correção ou são descartados.

O segundo aspecto se resume a melhoria constante dos processos. Por essa razão, há a etapa de controle na qual é verificada a incidência de erros e são adotadas medidas corretivas. Esse ciclo volta a se repetir para planejar alterações, implementar novas soluções e avaliar os resultados obtidos.

Esse é um processo de aprendizado constante que busca alcançar o melhor produto possível para as necessidades dos clientes. Algumas empresas chegam a utilizar o termo perfeição para representar os seus objetivos como forma de impulsionar a busca pelo aperfeiçoamento contínuo.

Conheça a gestão de qualidade para a área de logística

O mapeamento de processos consiste de uma representação gráfica detalhada de todas as atividades que compõem um processo. O mapa deve demonstrar quais são as informações necessárias, tais como:

  • os operadores envolvidos;
  • o nível atual de satisfação do cliente;
  • a eficiência produtiva;
  • os custos advindos da atividade;
  • os recursos tecnológicos disponíveis;
  • a infraestrutura da empresa;
  • o potencial de exploração do mercado.

O objetivo desse estudo é analisar cada etapa e, quando necessário, sugerir propostas de melhoria.

Embora todos os setores possam ser beneficiados por essa modalidade de controle, as áreas integrantes da cadeia de suprimentos colhem melhores resultados devido a seu papel estratégico para a empresa.

Para que a área de logística possa ser beneficiada pelo gerenciamento da qualidade, é preciso aplicar esse conceito em todos os elos da cadeia, desde o recebimento e armazenamento de insumos até a entrega dos produtos ao consumidor.

A percepção de valor dos serviços de logística por parte dos clientes está diretamente ligada aos atributos dos serviços prestados. Ou seja, o preço da contratação de frete deve ser justificado pelos benefícios recebidos.

Por isso, a ampla disponibilidade de veículos e equipamentos, a agilidade na entrega e a integridade da carga são fatores que aumentam a impressão do valor e representam o foco em qualidade.

Como a manutenção de veículos pode contribuir para a gestão de qualidade?

Para muitos profissionais que atuam no setor de transportes ou que possuem uma frota na empresa, as atividades mais relevantes são a entrega de mercadorias e o atendimento ao cliente. Porém, o conceito de qualidade expande essa visão para considerar os outros aspectos que propiciam esse trabalho.

O instrumento principal é constituído pela frota, enquanto o operador central é representado pela figura dos motoristas. Esses fatores são indispensáveis para o processo de entrega.

Portanto, a administração com foco em qualidade entende que para atender o cliente da melhor forma possível é preciso garantir as condições dos veículos.

Como a frota de uma empresa transportadora, por exemplo, representa o mecanismo utilizado para desempenhar suas atividades, o seu desempenho deve ser medido rigorosamente.

Garantir a satisfação dos clientes é um processo complexo que envolve diversas atividades. Uma delas é garantir que a frota se encontra em perfeitas condições para trafegar e entregar produtos em seu destino.

Um dos principais motivos que levam os gestores a atuar antecipadamente é a análise financeira do processo. Custa menos para a empresa realizar manutenções preventivas do que consertar os danos causados e arcar com os custos de ter um veículo impossibilitado de circular.

Com isso, o impacto dos veículos em perfeitas condições aumenta o nível de segurança tanto do motorista como da carga.

Como colocar em prática a manutenção preventiva?

Como cada carro ou utilitário representa um patrimônio de alto valor, é preciso tomar medidas para aproveitar o máximo de sua capacidade operacional, porém atuar com o intuito de prevenir avarias e atrasos durante o trajeto.

As empresas devem instituir uma programação para que cada veículo passe por uma manutenção preventiva periodicamente.

Um dos recursos mais utilizados é o checklist, ou seja, uma listagem com os itens que devem ser conferidos antes do início de cada viagem para assegurar que o veículo está em boas condições para proceder com o transporte.

Para assegurar a gestão de qualidade, essa conferência deve ser adotada para carros de uso constante e que realizam longas viagens. Os principais itens verificados para garantir maior segurança envolvem os sistemas de freios e faróis, pneus, suspensão e motor.

A responsabilidade por esse processo recai sobre um profissional que deve possuir os conhecimentos técnicos requeridos para lidar com essa carga de trabalho de maneira competente.

O papel dos condutores na manutenção da frota também deve ser reconhecido. É preciso treiná-los sobre todos os equipamentos, bem como formas de conservação. A experiência ao volante também é importante para lidar com o tráfego e os problemas que podem surgir durante a entrega, como falhas no motor, danos nos eixos e pneus ou, até mesmo, falta de óleo e combustível.

A utilização diária dos carros da frota pode ajudar a identificar defeitos antes que a situação se agrave e reparos possam ser feitos com agilidade.

A área de logística tem capacidade para se converter em um potencial perante os clientes e contribuir para a conquista de espaço no mercado. Para se destacar entre os competidores, é preciso desenvolver novas estratégias para o procedimento de distribuição.

A adoção de novas ferramentas e recursos é fundamental para favorecer a performance do empreendimento e conquistar novas oportunidades de negócio. Porém, também exige foco em planejamento para alcançar os objetivos estabelecidos.

É natural que a implementação de mudanças nos processos demande um período de adaptação para funcionar plenamente. Contudo, quanto maior a maturidade da empresa melhores serão as chances de a gestão de qualidade ser bem-sucedida.

A Cobli está presente nas redes sociais e publica conteúdos interessantes para você. Siga o nosso perfil no FacebookLinkedIn e Twitter e tenha acesso a informações sobre produtos e tendências no mercado.

controle de manutenção


Logo Cobli

Cobli é uma empresa especializada em gestão de frotas que oferece um sistema capaz de fazer o rastreamento dos veículos, planejar rotas otimizadas, acompanhar o modo de condução dos motoristas, fazer a gerenciamento de combustível e o controle de manutenções. Com mais de um bilhão de quilômetros monitorados e presente em todos os estados brasileiros, a Cobli consegue gerar uma economia média de 300 reais por mês, por carro, além de ajudar o gestor de frotas a tomar as melhores decisões.
Conheça a Cobli e saiba mais sobre como nossos nerds podem te ajudar!

www.cobli.co
euquero@cobli.co
(11) 4508-0142

Você já classificou este conteúdo.

Leia também:


Compartilhe esse conteúdo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *